São Vicente Ferrer

Conceição De Maria Pereira Castro
  • Prefeita: Conceição De Maria Pereira Castro

  • Aniversário Prefeita: 20/10

        As Terras do Município de São Vicente Ferrer começaram a ser povoadas no final do século

XVIII. Seus primeiros habitantes vieram dos Municípios vizinhos, atraídos pela fertilidade do solo, próprio para a lavoura e criação, alojando-se em locais diversos, notadamente no lugar Tapuia.        A freguesia surgiu em 1805, pertencente ao Município de São Bento. A paróquia de São Vicente Ferrer foi criada em 1834.

Logo após a criação do município, em 1856, surgiram questões de limites com o de Viana, dando origem a várias leis e decretos-leis sobre o assunto, entre as quais a de 31 de maio de 1860, que criou o distrito de São Vicente Ferrer, e a de 1861 que Ihe tirou a autonomia municipal Finalmente a de n.° 300, de 15 de setembro de 1939, resolveu definitivamente o litígio.

        Com terras dos Municípios de São Bento e Viana. surgiu, pela segunda vez, em 1864, o atual São Vicente Ferrer, que completou, a 1.° de junho de 1964. o seu primeiro centenário.

Gentílico: vicentino

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de São Vicente Ferrer, pela Provisão Regia de 07-11-1805, subordinado ao município de São Bento dos Perizes.

        Elevado à categoria de vila com a denominação de São Vicente Ferrer, pela lei provincial nº 432, de 27-08-1856, desmembrado de São Bento dos Perizes. Sede na vila de São Vicente Ferrer. Instalado em 02-12-1858.

Pela lei provincial nº 625, de 27-09-1861, é extinta a vila de São Vicente Ferrer, sendo seu território anexado ao município de São Bento dos Perizes.

        Elevado novamente à categoria de município com a denominação de São Vicente Ferrer, pela lei provincial nº 678, de 01-06-1864.

        Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece constituído de 2 distritos: São Vicente Ferrer e Jabotituba.

        Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município aparece constituído do distrito sede. Não figurando o distrito de Jabotituba.

        Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

        Pela lei estadual nº 269, de 31-12-1948, é criado o distrito de Ibipeuara e anexado ao município de São Vicente Ferrer.

        Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 2 distritos: São Vicente Ferrer e Ibipeuara.

        Pela lei estadual nº 797, de 19-11-1952, desmembra do município de São Vicente Ferrer o distrito de Ibipeuara. Elevado à categoria de município com a denominação de São João Batista, anulado pelo Acórdão do Superior Tribunal Federal, de 27-12-11954, (Representação nº 198). Sendo seu território anexado novamente no município de São Vicente Ferrer.

        Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 2 distritos: São Vicente Ferrer e Ibipeuara.

        Pela lei estadual nº 1608, de 14-06-1958, desmembra do município de São Vicente Ferrer o distrito de Ibipeuara. Elevado à categoria de município com a denominação de São João Batista.

        Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.

        Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

 

Fonte:IBGE

MUNICÍPIO DE SÃO VICENTE DE FERRER

LEI N° 269 DE 31 DE DEZEMBRO DE 1948.

LIMITES MUNICIPAIS

1- Com o Município PINHEIRO:

Começa no lugar denominado Capiaba á margem direita do pântano de Pericumã: segue pela beira desse pântano até o lugar denominado Cabeceira.

2- Com o Município de SÃO BENTO:

Começa no lugar denominado Cabeceira á margem Oriental do Pântano de Pericumã; segue pela estrada carroçável que passando pela Baixa Grande e Poeira, vai ao outeiro de Maria Justina; desse outeiro continua pela mesma estrada passando pelos lugares Pachorra, São Bendito e Santa Rosa até frontear a enseada Guarapiranga, onde nasce o Igarapé Esperança á Jusante até o Ponto Repartimento onde se dividem as águas do rio Aurádas do Igarapé Cajapió.

3- Com o Município de CAJAPIÓ:

Começa no ponto denominado Repartimento no igarapé Esperança onde se separam as águas do rio Aurádas do Igarapé Cajapió segue pelo Igarapé Cajapió á jusante até sua foz na margem Ocidental do braço Oeste da baía de São Marcos; segue pelo meio desse braço da baía e pelo braço Ocidental do rio Mearim, separando acima o continente do arquipélago da ilha dos Carangueijos, até o ponto de bifurcação do braço Ocidental e do Oriental do rio Mearim.

4- Com o Município de ANAJUTABA: Começa no ponto em que se bifurcam os braços Oriental e Ocidental este a Oeste da Ilha dos Carangueijos do rio Mearim; continua pelo talvegue deste rio à montante até defrontar a foz do Igarapé Pirapendiba à sua margem esquerda.

5 – Com o Município de VIANA:

Começa no rio Mearim defronte ao igarapé Pirapendiba à margem desse rio; segue pelo igarapé Pirapendiba à montante até a foz do igarapé das Palmeiras, daí segue até a fazenda Moitas que pertencerá a Viana e daí segue o igarapé das Canôas até o lugar Frei Antônio nos limites comuns de Matinha, São Vicente Ferrer e Viana.

6 – Com o Município de MATINHA:

Começa no lugar Pacheco, desse lugar segue em linha reta ao marco de pedra, conhecido por marco do Paulo; desse marco continua em linha reta ao lugar Olho d’Água, desse lugar, ainda em alinhamento reto ao lugar Estrela, desse lugar, prossegue em alinhamento reto ao marco de pedra no Bebedouro, desse marco de pedra ainda em linha reta ao teso do Quiabo, desse teso prossegue em linha reta à nascente do igarapé Canôas, tributário do igarapé Pirapendiba, afluente da margem esquerda do rio Mearim.

DIVISAS INTERDISTRITAIS

1 – Entre os distritos de SÃO VICENTE FERRER e IBIPEUARA (ex-povoado de São João Batista).

Começa no marco de pedra no Bebedouro, daí segue por um alinhamento reto ao lugar do marco no cruzamento do igarapé Cajapió, com a linha telegráfica entre São Vicente de Ferrer e Cajapió.

 

Este texto não substitui o original publicado em imprensa oficial.


FAMEM © 2018 - Todos os direitos reservados